Logo | Placart Produtos

É possível ter uma moto envelopada? Descubra!

Atualizado em 08/09/2021
Tempo de leitura: 4 min.
A imagem mostra uma moto envelopada.

Envelopar uma moto é possível, sendo que isso é feito com os mesmos materiais utilizados para envelopar carros. Mas é preciso ter atenção com o tipo de envelopamento que será feito porque pode ser necessário fazer alterações no documento.

O envelopamento de carros chegou ao Brasil e virou uma grande febre. No começo, muitos automóveis com preto fosco eram vistos circulando por aí, mas a técnica não ficou restrita a essa cor, muito menos apenas a esse veículo. Afinal, o envelopamento de moto também passou a ser praticado.

Envelopar moto é permitido, mas, como acontece com os carros, existem algumas restrições em função de alterarmos excessivamente as características da motocicleta. Nós preparamos este artigo para explicar para você o que pode ou não ser feito e quais são as regras. Continue lendo para conferir:

Moto também pode ser envelopada?

Quando a técnica de envelopamento chegou ao Brasil ela era aplicada principalmente em automóveis. A cor preferida era o preto fosco, mas aos poucos essa realidade foi mudando e novas tonalidades, texturas e efeitos surgiram no mercado.

Isso trouxe uma gama de possibilidades para personalizações, porém, não somente os proprietários de automóveis se beneficiaram com essa grande tendência. O envelopamento de moto também pode ser feito e, na verdade, isso não é raro de ser visto pelas ruas.

Mesmo a moto tendo mais curvas e menos área para cobrir, é possível fazer a aplicação do material adesivo. Assim, a pintura original do veículo fica protegida contra agressões, como as provocadas pela radiação solar e danos do uso diário.

É claro que também tem proprietários que fazem o envelopamento de moto para que ela ganhe o seu estilo. Fica totalmente personalizada e se torna exclusiva, além de, dependendo da modificação feita, chamar muita atenção quando roda por aí!

A técnica é igual àquela feita em automóveis?

O que deixa muita gente em dúvida sobre a possibilidade de fazer o envelopamento de moto é o fato de que ela tem muito mais curvas do que os automóveis. Suas superfícies planas são poucas e existem vários arremates que precisam ser feitos.

Sendo assim, o material utilizado é o mesmo do envelopamento de automóveis, e o modo como ele é aplicado também não difere muito. No entanto, quem vai realizar o serviço precisa de atenção redobrada para que a aplicação fique muito bem feita.

Justamente por causa dessas curvas e desses cantos, é fundamental bastante habilidade para que a cobertura fique perfeita, e um acabamento com excelente arremate. Portanto, o envelopamento é praticamente igual ao dos automóveis, e mesmo com esses detalhes que exigem atenção, o serviço é feito em menos tempo e ainda custa mais barato.

Não é para menos, uma vez que a quantidade de material utilizada em uma moto é muito menor quando em comparação com o automóvel, mesmo os modelos mais compactos. Nesse ponto os proprietários de motocicletas têm uma vantagem, pois desfrutam os mesmos benefícios de proteção da pintura original e de personalização do veículo, mas pagando menos por isso.

A moto inteira pode ser envelopada?

É possível envelopar praticamente a moto inteira quando falamos de partes como a carenagem, os retrovisores e outras que não passam pelo processo de aquecimento do motor ou dos gases expelidos por ele.

Ou seja, podemos envelopar, como dito, a carenagem do tanque e das laterais, retrovisores, quebra-vento entre outros. No caso do banco, a técnica ideal é fazer a substituição do tecido original ou então usar uma capa com o acabamento desejado.

É preciso mudar o documento depois de envelopar?

É válido ressaltar que as características de um veículo constam em seu documento, e isso inclui a cor original. No caso das motos não é diferente, portanto, não podemos fazer alterações drásticas sem que isso conste na documentação.

Envelopar moto é permitido sem mudar o documento desde que a maior parte das carenagens dela mantenha a cor original. Quando existe o desejo de mudar a cor ou recobrir uma área mais extensa do que o permitido, aí é preciso fazer as alterações na documentação. Caso isso não aconteça, se caracteriza como infração.

De toda forma, se você quiser envelopar a moto inteira, mas mantendo a cor, não tem problema algum. É possível até mesmo usar texturas ou um acabamento diferente daquele original, desde que a tonalidade seja a mesma.

Não é preciso, por exemplo, mexer no documento de uma moto preta que ficará preta fosca. Também não é necessário fazer alterações se um veículo vermelho ganhar uma tonalidade vermelha perolada, ou se forem acrescentados apenas alguns detalhes para decorar a pintura.

Caso você tenha dúvidas, converse com o profissional que vai fazer o envelopamento para que ele explique se as personalizações e mudanças que você deseja fazer são ou não autorizadas, e podem ser realizadas sem mexer no documento.

Por isso é muito importante que o envelopamento de moto seja feito por um profissional éticos e bem capacitado. Assim, além de você alcançar um excelente resultado usando materiais de ótima qualidade, receberá instruções precisas para que não tenha complicações por causa dessa personalização.

Não deixe de conferir, toda semana, os conteúdos do nosso blog.

E até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 21 / 06 / 21
O envelopamento automotivo consiste na aplicação de revestimento adesivo na lataria do automóvel. Descubra quais são as vantagens dessa técnica!
Ler Mais
 | 26 / 05 / 21
Você sabia que também existe o envelopamento de moto? Conheça mais detalhes e descubra quais as vantagens desta técnica!
Ler Mais
Inscreva-se para 
receber novidades!

Direitos Reservados a Placart Produtos – Desenvolvido por Surya Marketing Digital.

hello world!
magnifiercross